Criaram o primeiro celular que funciona sem bateria

O protótipo foi criado por cientistas da Universidade de Washington e faz uso das ondas de rádio ou da luz ambiente para produzir energia

Apesar de toda a facilidade que os modelos de smartphones nos trazem na atualidade, tornou-se impensável sair de casa sem o carregador, pois é quase garantido que seu aparelho não aguentará o dia todo de uso sem zerar completamente a bateria.

Esse foi um dos problemas que trouxeram à luz o Battery-Free Cellphone, que pretende eliminar de vez a necessidade de levar consigo qualquer tipo de de dispositivo para carregar o dispositivo.

Como é possível funcionar sem bateria?

O segredo do dispositivo está na maneira como ele trata o sinal. Nas ligações tradicionais que fazemos, o sinal é transmitido de forma analógica e, para chegar à pessoa com quem estamos conversando do outro lado da linha, ele é transformado em digital – só então as torres são capazes de transmitira mensagem.

Baterry-Free Cellphone inova na maneira como ‘interpreta’ o sinal mandado pelo dispositivo quando faz ligações. O sinal analógico produzido no começo da chamada não é transformado. Em vez disso,  a central de transmissão criada pelos cientistas recebe a vibração do microfone, e reflete as ondas de rádio emitidas por ela.

Como o dispositivo é abastecido?

Apesar de não precisar da bateria tradicional, qualquer aparelho ainda precisa de uma fonte de energia, certo?

A solução vem da própria central de transmissão, que possui uma antena capaz de transformar as simples ondas de rádio, em energia que irá abastecer o aparelho durante a ligação.

Revolução no mundo tecnológico?

Como Battery-Free Cellphone ainda é um protótipo, não é possível realizar as operações do dispositivo, se o usuário estiver a mais de dez metros de distância da central de transmissão (se estiver funcionando com ondas), ou quinze metros de distância (se for à luz). Mas o aparelho pode realizar ligações para dispositivos comuns e outros números com tela touch.

O cientistas preveem que a antena possa vir a ser embutida em roteadores e wi-fi futuramente, assim todo usuário poderá ter uma antena de transmissão em casa.

Sem dúvida, uma vez que as pesquisas forem aprofundadas e os estudos evoluírem, o Baterry-Free Cellphone será um marco no mundo tecnológico, pois deixará de lado um dos componentes atualmente indispensáveis para o funcionamento do dispositivo tão usado.

 

 

Por Que A Bateria De Alguns Smartphones Explodem?

sem-titulo-2

saiba quais são as principais causas e como se prevenir deste tipo de acidente

Nas últimas semanas, a situação ficou quase insustentável para a Samsung; incidentes envolvendo explosões do modelo Galaxy Note 7 fizeram com que a empresa realizasse explosivo-aparelho-desligado-marca-de-queimadura-a-esquerda-do-aparelhoum recall para que o produto fosse consertado ou substituído para resolver o problema.
Porém, mesmo depois disso, os incidentes continuaram ocorrendo, forçando a gigante a parar  com a produção desses aparelhos.
Desde seu lançamento, na segunda quinzena de setembro deste ano, até o final do mesmo mês, foram 35 casos no mundo todo.

Em um deles, o usuário estava carregando o aparelho com o cabo original do fabricante e, quando foi colocá-lo no bolso, o aparelho pegou fogo. Em outra ocorrência, o celular explodiu na mão de um garotinho de 6 anos que assistia a um vídeo no celular. Outro caso ocorreu dentro de um avião em Louisville, nos EUA; o avião foi impedido de decolar por conta da fumaça que o dispositivo exalava.

galaxy-note-7-explosivo-aparelho-desligado-marca-de-queimadura-a-esquerda-do-aparelho

Galaxy Note 7 substituído ou consertado depois do Recall, ainda assim apresentou problema

sem-titulo-2

Por que as explosões acontecem?

O Galaxy Note 7, bem como outros smartphones fabricados atualmente, tem baterias de íon de lítio, o líquido que existe dentro delas é altamente inflamável. Mas o motivo de os fabricantes celular-pegando-fogousarem este tipo de fonte de energia, mesmo que tenha um risco ainda estatisticamente mínimo – é por conta de sua leveza e tamanho.

O problema deste modelo do Galaxy Note, especificamente, se deve à concentração de energia acumulada, que pode causar combustões. Segundo a empresa coreana, as conclusões primárias são de que houve um erro na produção do aparelho onde foi colocada muita pressão nas placas contidas dentro das células de bateria.

Isso fez com que os polos negativo e positivo da bateria entrassem em contato, causando um excesso de calor. O aumento da temperatura, somado com a falta de “espaço” para dissipar esse calor pode ter acarretado as explosões e combustões.

 

Outras causas para combustão e explosões

  • Se você deixar seu aparelho cair, isso pode causar uma rachadura ou um furo entre as células da fonte de energia, causando um pequeno curto-circuito interno, que acarreta em inchaço da bateria ou até mesmo explosões.

 

  • Baterias não originais podem conter microscópicas partículas de metal que, entrando em contato com as células da fonte de energia, podem também causa um curto-circuito.

 

  •  Seu celular suporta apenas uma determinada carga de energia, não adianta carregá-lo por mais tempo pensando que ele vai demorar mais para descarregar. Isso pode levar ao superaquecimento e então, BOOM!

 

 cOMO ME prevenir contra este TIPO DE ACIDENTE?

Mesmo que você não tenha um Galaxy Note 7, alguns cuidados são necessários para qualquer usuário de smartphone.

Pare de carregar se seu aparelho esquentar muito

Espere que seu aparelho esfrie um pouco e volte a carregar depois, lembrando sempre de não cobri-lo com nada para evitar superaquecimento

Use carregadores originais

Usar o carregador que veio na caixa é uma garantia de que seu aparelho não vai explodir ou pegar fogo. Se perdeu seu carregador original, compre outro do mesmo fabricante. Sabemos que o preço é salgado, mas sua segurança é muuuito importante.

Não carregue seu celular na cama

Nós sabemos que é muito difícil ficar deitado e não assistir um vídeo ou ler alguma coisa antes de dormir. Mas se você rolar para cima do seu smartphone enquanto dorme e privá-lo de dissipar seu calor…você já sabe o que pode acontecer.

Fique de olho onde vai carregar seu smartphone

Tome cuidado para não deixá-lo ao sol ao carregar, ou perto de aparelhos eletrônicos que podem ajudar a esquentar seu aparelho cada vez mais (conectá-lo no computador e deixá-lo ao lado da abertura de ar quente, por exemplo)

 

Se notar que seu aparelho está esquentando demais, a bateria não está durando nada ou que ela não está carregando, manda seu aparelho pra nós, que a gente te ajuda <3. Não é membro do nosso Clube de Proteção Contra Acidentes ainda? Você pode se tornar um clicando no banner abaixo =D

sem-titulo-2